Monara Marques
Facebook Twitter Instagram YouTube
Contato
SOBRE
Monara Marques
EIS O MELHOR E O PIOR DE MIM....

O meu termômetro, o meu quilate. Vem, cara, me retrate. Não é impossível. Eu não sou difícil de ler.

O infinito de Marisa Monte não é tão particular. Roubei, na cara dura, um trecho de sua genialidade pra explicar minha insignificância. É assim que eu me sinto com todo esse universo ao meu redor. Às vezes completa, às vezes só. Mas nunca parada. Com 18 anos, resolvi ser porta-bandeira do mundo. Girei, girei, até cair em Budapeste, uma cidade parecida comigo: completamente dividida. “Pluralista”, diriam os colegas das Relações Internacionais, meu primeiro curso universitário. Migrei pro Jornalismo antes que me alistassem a um guerra. Mal sabia eu que estava entrando em uma interminável batalha. Assim são os jogos de futebol, uma das minhas especialidades. Pra quem duvida, está tudo no meu currículo, que em nada combina com storytelling. Atuando na Publicidade, descobri que há um jeito bem mais legal de contar histórias. E é assim que pretendo compartilhar a minha.

Saiba mais

31.ago.2016
Compartilhe: Compartilhe Facebook Compartilhe Twitter Compartilhe Google Compartilhe Pinterest

Agora é oficial: a Champions League, considerado o maior torneio de clubes do futebol mundial, terá novas regras a partir da temporada 2018/19.

AS VAGAS
table_ucl_2018

A novidade é que, pelo menos até 2021, as quatro ligas mais bem classificadas no ranking da UEFA tenham quatro vagas diretas na fase de grupos da competição. Ou seja, metade das 32 equipes participantes viria da Espanha, Alemanha, Inglaterra e Itália.

OS MOTIVOS
champions_premium

E por que a regra mudou? Simples: dinheiro! Segundo a ESPN, esses clubes podem gerar, com direitos televisivos, patrocínios e venda de ingressos, lucros de no mínimo 20% por temporada. Mas, nos bastidores, há um pouco mais que isso. Os boatos são de que as federações espanhola, alemã e italiana, que se posicionaram à favor das mudanças, estariam preocupadas com o atual contrato de TV da Premier League, que enriqueceu os times ingleses, tornando-se um grande atrativo para craques do mundo inteiro.

FUTURO DESEQUILÍBRIO?
ucl_changes

Isso significa que, com o novo regulamento, a tendência é que a Uefa distribua mais dinheiro entre os principais participantes, deixando ainda mais ricos os clubes já endinheirados, o que só contribuiria para o desequilíbrio da competição.

Tem algum comentário a fazer sobre essa notícia? É só clicar aqui.

*Opinião de Monara Marques para a Rádio 730, no dia 31 de agosto de 2016. Clique aqui para ouvir e se inscrever no nosso podcast.

CRÉDITOS
Imagens: Reproduções/Internet

Alexandre Ferrari

Jornalista
Veja também: