Monara Marques
Facebook Twitter Instagram YouTube
Contato
SOBRE
Monara Marques
EIS O MELHOR E O PIOR DE MIM....

O meu termômetro, o meu quilate. Vem, cara, me retrate. Não é impossível. Eu não sou difícil de ler.

O infinito de Marisa Monte não é tão particular. Roubei, na cara dura, um trecho de sua genialidade pra explicar minha insignificância. É assim que eu me sinto com todo esse universo ao meu redor. Às vezes completa, às vezes só. Mas nunca parada. Com 18 anos, resolvi ser porta-bandeira do mundo. Girei, girei, até cair em Budapeste, uma cidade parecida comigo: completamente dividida. “Pluralista”, diriam os colegas das Relações Internacionais, meu primeiro curso universitário. Migrei pro Jornalismo antes que me alistassem a um guerra. Mal sabia eu que estava entrando em uma interminável batalha. Assim são os jogos de futebol, uma das minhas especialidades. Pra quem duvida, está tudo no meu currículo, que em nada combina com storytelling. Atuando na Publicidade, descobri que há um jeito bem mais legal de contar histórias. E é assim que pretendo compartilhar a minha.

Saiba mais

4.out.2016
Compartilhe: Compartilhe Facebook Compartilhe Twitter Compartilhe Google Compartilhe Pinterest

Ser treinado por Pep Guardiola é uma honra para muitos, sonho para outros, mas não é nada fácil. Mudança é o que está rolando nessa temporada no Manchester City. No elenco, o time ganhou novas caras, como Gündongan, Bravo, Nolito e Stones. Mas inusitadas mesmo são as restrições do técnico catalão nos bastidores dos Citizens.

OS RANGOS
etihad_guardiola_

Segundo o jornal inglês The Sun, em jogos no Etihad Stadium, todos os atletas deverão se apresentar para o jantar exatamente 60 minutos depois do apito final. E a rigidez de Guardiola não para por aí. Sob o comando de Manuel Pellegrini, os jogadores do City se acostumaram a comer pizza e comidas rápidas no vestiário, o que não é permitido pelo novo treinador.

SEM COMUNICAÇÃO
zabaleta_pl_man_cit

E tem mais. O lateral Pablo Zabaleta contou ao canal argentino TyC Sports que o catalão exige uma intensa concentração, tirando, inclusive, a internet móvel dos atletas. "Ele nos obriga tomar o café da manhã e almoçar todos juntos, no clube. Nos cortou a internet, estamos incomunicáveis”, afirmou o argentino que na temporada é um dos homens de confiança de Guardiola.

Tem algum comentário a fazer sobre essa notícia? É só clicar aqui.

CRÉDITOS
Imagens: Reproduções/Internet

Alexandre Ferrari

Jornalista
Veja também: