Monara Marques
Facebook Twitter Instagram YouTube
Contato
SOBRE
Monara Marques
EIS O MELHOR E O PIOR DE MIM....

O meu termômetro, o meu quilate. Vem, cara, me retrate. Não é impossível. Eu não sou difícil de ler.

O infinito de Marisa Monte não é tão particular. Roubei, na cara dura, um trecho de sua genialidade pra explicar minha insignificância. É assim que eu me sinto com todo esse universo ao meu redor. Às vezes completa, às vezes só. Mas nunca parada. Com 18 anos, resolvi ser porta-bandeira do mundo. Girei, girei, até cair em Budapeste, uma cidade parecida comigo: completamente dividida. “Pluralista”, diriam os colegas das Relações Internacionais, meu primeiro curso universitário. Migrei pro Jornalismo antes que me alistassem a um guerra. Mal sabia eu que estava entrando em uma interminável batalha. Assim são os jogos de futebol, uma das minhas especialidades. Pra quem duvida, está tudo no meu currículo, que em nada combina com storytelling. Atuando na Publicidade, descobri que há um jeito bem mais legal de contar histórias. E é assim que pretendo compartilhar a minha.

Saiba mais

21.jan.2017
Compartilhe: Compartilhe Facebook Compartilhe Twitter Compartilhe Google Compartilhe Pinterest

A camisa é o maior e o mais forte símbolo do mundo do futebol. É ela que representa a tradição, a identidade, a alma do clube. É ela que estabelece a conexão mais pura entre torcedor, instituição e seus respectivos valores.

Mas, por trás dessa magia, é preciso haver um conceito, forte o suficiente para ligar todos esses pontos, um desafio não só da fornecedora de material esportivo, mas também do marketing do clube.

Percepções

Chegar a esse conceito é um trabalho que requer análise profunda de todas as percepções, as atuais e aquelas que se pretende despertar no público-alvo. Convergir os cenários não é uma tarefa simples. Esse é o tipo de jogo que, se manipulado, já começa perdido. É como storytelling sem fundo de verdade: não cola!

Entender o consumidor é pré-requisito para se alcançar bons resultados. Ser fiel às expectativas dele, também. O torcedor do Goiás sempre valorizou as tradições, e uma das mais fortes é a cor. O verde não pode ser qualquer verde. O verde esmeralda é o que segue o estatuto social do clube, e também o que encanta o torcedor esmeraldino.

Bastou essa diretriz para a Topper, atual fornecedora de material esportivo do Goiás, entender o que pretendíamos.

Comunicação

Uma camisa 1, em tom sobre tom, valorizando o verde esmeralda e sua derivação, foi o conceito por trás do design, explanado com uma poesia que embasou toda a comunicação do lançamento do novo manto.

Convite

Além de detalhes, como o G do escudo do Goiás entre os arabescos, o convite trouxe um texto explicando, de forma tão subjetiva quanto lúdica, o conceito do novo uniforme. Imprensa e torcedores oficiais receberam a versão on-line.

Convite_Goias_Topper_2017

Vídeo

O vídeo de divulgação, utilizado nos canais oficiais do clube (site, Twitter, Facebook, Instagram), também reforçou o conceito do novo manto, que valoriza, além das cores, o orgulho de ser Goiás.

 
FICHA TÉCNICA
Texto: Monara Marques
Produção: TV Goiás e MKT Goiás
Captação e edição: Rodrigo Charu
Narração: Bernardo Borges

Monara Marques

Comunicação e Marketing
Veja também: